terça-feira, 8 de maio de 2012

Professora ministra conferência na Universidade de Coimbra



Foto: Divulgação UPF
Conferência foi ministrada a professores, mestrandos e doutorandos em Letras
Professores, mestrandos e doutorandos da área de Letras da Universidade de Coimbra, Portugal, participaram de uma conferência, no último dia 04 de maio, ministrada pela professora da Universidade de Passo Fundo (UPF) Dra. Tania Rösing. A professora, que está na Europa para realização de seu estágio pós-doutoral – ela estuda o professor universitário e seu (des)compromisso com questões de leitura e de escrita acadêmicas - aproveita a oportunidade para compartilhar suas pesquisas e as experiências de leitura desenvolvidas em Passo Fundo. Na conferência em Coimbra, tratou do tema Leitura: área de formação transversal em todos os níveis de ensino.

Ela relata que os professores portugueses estão interessados em ações que os aproximem das universidades brasileiras. “A tradição de pesquisa da Universidade de Coimbra não prioriza o ensino no contexto das escolas, dos professores, da realidade multicultural, da diversidade cultural que caracteriza um país como o Brasil. Há uma crítica desses professores ao Protocolo de Bolonha, ao mesmo tempo em que há uma satisfação por estarem sendo diagnosticados problemas de desempenho de alunos e, consequentemente, lacunas no ensino universitário”, explica Tania, lembrando que o
Protocolo de Bolonha, em desenvolvimento em toda a Europa, faz emergir problemas sérios de leitura e de escrita em todos os níveis de ensino, com destaque aos estudantes universitários das mais diferentes áreas. Entre os docentes que participaram da conferência, destacam-se Cristina Mello, Paulo Pereira, Ana Maria Machado, Albano Figueiredo e José Luís Pires Laranjeira.

A professora da UPF também foi recebida, na Universidade de Coimbra, pelo diretor do curso de Mestrado em Letras Dr. Albano Figueiredo, pelo coordenador do Núcleo de Disciplinas Materialidades da Literatura nos programas de mestrado e de doutorado em Letras Dr. Manuel Portella, pelo catedrático de literatura africana, referência internacional nessa área Dr. José Luís Pires Laranjeira e pelo diretor do curso de Doutorado em Letras Dr.; Paulo Pereira, além do Dr. José Augusto Bernardes, diretor da Biblioteca da Universidade de Coimbra, que abriga mais de um milhão de títulos. As visitas e conferência na Universidade de Coimbra foram organizadas pela professora Dr. Cristina Mello, da Didática de Língua e de Literatura na Faculdade de Letras. Foi ela também que organizou um encontro da professora Tania com a Dr. Luísa Alves Pereira, da Universidade de Aveiro, Porto, pertencente ao grupo internacional de pesquisa sobre a escrita acadêmica a partir do Protocolo de Bolonha.

De acordo com a professora Tania, há um grande interesse da Universidade de Coimbra em desenvolver intercâmbios internacionais com universidades brasileiras de grande e médio porte, a partir da excelência em distintas áreas. Os docentes da instituição portuguesa destacaram que vão se empenhar para viabilizar um termo aditivo entre a UPF e Universidade de Coimbra para intercâmbio nas áreas de pesquisa e pós-graduação – as universidades já tem convênio-marco de cooperação. “O entusiasmo pela UPF se dá pela experiência crescente em projetos de formação de leitores, a partir da trajetória das Jornadas Literárias e da experiência de práticas leitoras multimidiais desenvolvida há 15 anos no Centro de Referência de Literatura e Multimeios - Mundo da Leitura”, explica Tania.

O posicionamento do Dr. Albano Figueiredo diz respeito à necessidade de professores e alunos trocarem estágios nas duas instituições, fazendo visitas que possam resultar em investigações conjuntas e em publicações capazes de promover os avanços na área em escolas dos dois países. “Considerando a necessidade de ampliar a internacionalização da UPF, as possibilidades de ampliação de protocolos de cooperação com universidades europeias são muito importantes”, justifica Tania.


Nenhum comentário:

Postar um comentário